(11) 2222-1130

(11) 4185-8595

logo-rodape

(11) 4195-6047

A importância de uma dieta saudável na adolescência para a memória a longo prazo

Um estudo recente liderado por pesquisadores da USC (University of Southern California) revelou que uma dieta rica em “junk food” (termo utilizado para descrever alimentos ricos em calorias, mas pobres em nutrientes essenciais) durante a adolescência pode ter impactos negativos na memória a longo prazo.

Os resultados, publicados na revista Brain, Behavior, and Immunity, indicam que ratos adolescentes alimentados com uma dieta rica em gordura e açúcar apresentaram prejuízos significativos na capacidade de memória, que persistiram até a idade adulta.

A pesquisa partiu da observação de que pessoas com Alzheimer, uma doença que afeta a memória e as funções cognitivas, tendem a ter níveis mais baixos de acetilcolina, um neurotransmissor essencial para a memória. Diante disso, os pesquisadores investigaram se uma dieta não saudável na adolescência poderia levar a prejuízos similares.

Ao acompanhar os níveis de acetilcolina em ratos adolescentes submetidos a uma dieta rica em gordura e açúcar, os cientistas observaram uma redução significativa na capacidade desses animais de recordar eventos passados. Testes comportamentais realizados nos roedores também revelaram dificuldades na realização de tarefas relacionadas à memória.

O estudo destacou ainda a importância do período da adolescência para o desenvolvimento cerebral e ressaltou que danos causados durante essa fase podem ser menos reversíveis do que em outras idades. No entanto, os pesquisadores identificaram potenciais intervenções para reverter os prejuízos à memória, incluindo o uso de medicamentos que induzem a liberação de acetilcolina no cérebro.

Esses resultados reforçam a importância de uma alimentação saudável desde a adolescência e destacam os impactos significativos que uma dieta rica em açúcar e gordura pode ter na saúde cerebral a longo prazo.

Promover hábitos alimentares adequados durante essa fase crucial do desenvolvimento pode contribuir não apenas para a saúde física, mas também para a preservação da função cognitiva ao longo da vida.

Para saber mais sobre os detalhes, confira a notícia completa: (https://www.cnnbrasil.com.br/saude/dieta-rica-em-acucar-e-gordura-na-adolescencia-prejudica-a-memoria-diz-estudo/)

Risco em ascensão: a ameaça da Febre Oropouche no Brasil

Saúde após os 60: Caminhos para manter bem-estar e boa forma

A sede persistente: entenda por que beber água pode não ser suficiente